Resenha: Melhor disco de 1967

Que ano! Foi ano de Sgt Peppers, Piper at the Gates of Dawn, The Velvet Underground & Nico… E, o que na minha opinião chegaria em segundo lugar de melhor álbum de 1967 e um dos melhores álbuns da história da música popular FOREVER CHANGES do Love. Songs of Leonard Cohen não ganharia pra qualquer pessoa. Mas comigo é bem pessoal. Very on brand. Leonard Cohen é pra mim como o mestre Yoda dos poetas que tocam violão. Os primeiros dois discos dele são os melhores. Produzido pelo John Simon que tenho que confessar que foi a primeira pessoa que procurei para produzir meu disco que acabou sendo produzido pelo Bob Johnston que produziu Songs from a Room (o segundo disco de Cohen). O Simon negou produzir meu disco dizendo que não mexia mais com isso e nem queria mexer. Depois fui procurar o Bob, que entrou bem mais empolgado no projeto. Anyway, é um disco único. O primeiro de uma força da natureza da poesia.

A melhor música é com certeza absoluta “Sisters of Mercy”… ou é “The Stranger Song”? Putz, não sei, uma das duas. Depois “Hey That’s No Way to Say Goodbye”. É claro que aqui tem “Suzanne” e “So Long, Marianne”, mas são pra quem não acompanha a letra. Não vou nem perguntar se concordar, por que não quero me decepcionar… 🙂

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: